22 de outubro de 2007

divina deusa


Como se o vento trouxesse até mim seu cheiro
A noite agora repousa vazia
um sonho impossível mas desejado
Nunca perdido mas sempre sonhado
Livre de culpa, seria até um tema
Uma história escrita num papel pautado
Amor com todas as letras
Mas parece impossível de ser declamado
Vamos, sofrer, vamos brincar e se amar
Pois sentir, é o prazer de viver melhor a vida
Seu toque seu cheiro seus beijos
é a saudade que vive dentro do meu peito
Bem devagar eu vou sentindo
Um corrente de pensamentos em sua volta
Você tão bonita com apenas uma obrigação
De ser leve, de ser divina de ser Deusa

beijos

dr x

4 comentários:

Alê Barros disse...

Olá querido...

Passei pra agradecer as doces visitas que tem me feito...
Eu gosto muito da forma linda como coloca suas letras, transformando-as em poesias...Parabéns
Beijos e bom findy!

Angélica disse...

Ola querido ..ahh que poema lindo..ahh grrr...saudades quem inventou né???? afffffffff..

Vim dar beijao.nao tenho mais blog..viu?? mas sempre que puder estarei visitando os amigos keridos.beijokas na boxexa..um feliz e otimo fim de semana.

roseggata disse...

ola! ate que enfim encontrei tempo para visitar os amigos, fazer o se a falta de tempo e tamanha ne? lindos escritos, muita sensibilidade e amor em cada linha...
beijosss...

Anônimo disse...

tudo maravilhoso

ai que emoção