28 de fevereiro de 2006

bicampeão




BICAMPEÃO

EXPLODE CORAÇÃO NA MAIOR FELICIDADE É LINDO MEU IMPÉRIO, CAMPEÃO OUTRA VEZ NESTA CIDADE...HAAAAAAAAAA EU JÁ SABIA...E A FESTA CONTINUA LA NA ENGENHEIRO CAETANO ÁLVARES...FUI

25 de fevereiro de 2006

império

Image hosting by Photobucket

G.R.C.S.E.S. IMPÉRIO DE CASA VERDE
Fundao: 27/02/1994 - Cores: Azul e Branco
Ttulos: 1995 (Grupo Acesso B), 1996 (Grupo 4), 1997 (Grupo 3) e 2005 (Grupo Especial)
Av. Engenheiro Caetano Alvares, 2042 - Casa Verde - 3951-4766

Em 1993 EU Trabalhava na Casa Verde, e o senhor Dailson, conhecido como Caçapa, procurou várias pessoas no bairro propondo fundar uma Escola de Samba. Após contatar vários pessoas e sambistas, verificou-se a necessidade de se escolher um presidente para a agremiação. Foi então que pensou em convidar o senhor Francisco Plumari Jr., importante empresário do bairro. Sabendo que o senhor Carlos Alberto de Souza, então farmacêutico, conhecia o senhor Plumari, Caçapa o procurou para agendar uma possível reunião, que foi marcada na Associação Saldanha da Gama.
Após essa primeira reunião no Saldanha, as seguintes foram realizadas no Vasco da Gama, onde foi composta a diretoria. A partir daí, as reuniões seguintes foram realizadas na Rua Ouro Grosso,paralela a minha (empresa) local cedido pelo então presidente Francisco Plumari Jr., para ser a sede social da escola e que fosse já providenciado o seu registro junto aos órgãos competentes.
Em 27 de fevereiro de 1994 foi oficializada e fundada a Império de Casa Verde, desfilando pela primeira vez em 1995.
A Escola conquistou três títulos em seus três primeiros anos, tornando-se assim a coqueluche do momento. Com apenas quatro anos de história, a escola já estava desfilando ao lado das mais tradicionais escolas de samba paulistanas.
Escola nova já emplacou e hj é uma das favoritas de São Paulo.

abraços

dr x

24 de fevereiro de 2006

PAUSA

PAUSA POR FAVOR
QUE MARAVILHA TE ENCONTRAR AQUI OUTRA VEZ! QUE BOM QUE É ASSIM TODOS OS DIAS, E QUE CONTINUE ASSIM,EU E ELISABETE FAZEMOS QUESTÃO DE SUA PRESENÇA.
EU NÃO FALO DA SINTONIA NO DIAL(OU NA TELA) , EMBORA ELA SEJA NOSSO CAMINHO FÍSICO, O NOSSO CONTATO. A MELHOR SINTONIA QUE PODEMOS TER ESTÁ POR TRÁS DAS PALAVRAS COM AS QUAIS TENTAMOS NOS REVELAR, PAZ, AMIZADE, COLABORAÇÃO..UM OLÁ, COMO VAI, ABRAÇOS.

ACONTECE AGORA UM NOVO DIA, UM FERIADÃO MAIS DO QUE PROLONGADO. FENÔMENO QUE NÃO PODE SOFRER A INDIFERENÇA. ENCONTRE UM MOMENTO PARA UMA PAUSA EM REVERÊNCIA A ESTA SEXTA. COMO DIZIA DRUMOND "A VIDA NECESSITA DE PAUSAS". CREIO QUE ELE DIZIA ISSO PENSANDO NESTE FENOMENO QUE OCORRE A NOSSA VOLTA, QUE MOLDA O NOSSO DESTINO, ENQUANTO A GENTE ESTÁ (PRÉ) OCUPADO COM TANTAS OUTRAS COISAS QUE PENSAMOS, IMPORTANTES.
ENFIM, TEMOS UM NOVO DIA PARA REALIZAR E TRANSFORMAR. UM FIM DE SEMANA QUE HARMONIZE AS MELHORES VONTADES, SEM A NECESSIDADE DE ENSAIOS, E SEM QUE SEJA NECESSÁRIA UMA ENGENHARIA COMPLICADA, É O CARNAVAL CHEGANDO AÍ GENTE....
A FELICIDADE HÁ DE ESTAR NA SIMPLICIDADE DA ROTINA, QUE TALVEZ NEM SEJA TÃO MASSIFICANTE QUANTO PARECE SER.

AMIGOS, USE BEM TODOS OS SENTIDOS.
ESTEJA SENSÍVEL, PARA CAPTAR AS MELHORES VIBRACÕES. E FORTE, PARA COMBATER AS MÁS VIBRAÇÕES.

COM CERVEJA






ABRAÇOS

DR X

23 de fevereiro de 2006

Visível


Visível

É simplesmente visível o que acontece com as mulheres quando elas entram em uma academia de ginástica, com o forte propósito de emagrecer...
A começar que antes de chegar lá, leva-se semanas criando coragem de ir.
Besteira pura...eu decidi ( quando decidi ) que ia e fim. Fui. Com a cara, gordurinhas e a coragem...Aiiiiiiiiii que vergonha, meu Deus, que vergonha...sabem o que aconteceu??? Nada...no horário que eu vou só tem senhoras...velhinhas...bundas caídas, varizes, dentaduras...
Mas sabem o que é o melhor de tudo isso???? Elas simplesmente tem o MELHOR astral do mundo...vão à academia de baton, perfumadas, roupinhas combinadas, contam piadas, falam dos netinhos (e eu que nem filhos tenho com 40 anos, aff), mas tem a vida resolvida...problemas todos nós temos (diz uma tia minha que não importa se a casa tem teto de ouro: ali tem problemas).
E vamos caminhando na esteira, vendo o Jornal da manhã na TV, tagarelando, rindo, brincando, a hora vai passando e todos atingimos nossos objetivos, quer seja emagrecer, ou simplesmente melhorar a qualidade de vida.
Agora, o que é visível quando vamos na academia e atingimos nossos objetivos não é o resultado em si: é o sorriso no rosto, de pura satisfação consigo mesmo.
Eu ando assim...sorrindo...

Bom, passado o frigir dos ovos, a Faixa de Gaza foi toda desarmada, saímos todos da trincheira enlameada, deixando por lá mesmo mágoas e ressentimentos de qualquer tipo, pois afinal de contas estamos aqui pra trabalhar, ter amizades e nos respeitar.
E eu continuo, sempre e infinitamente acreditando no ser humano, em tudo de bom que existe dentro de nós, mesmo que nem nós saibamos.

Beijos no coração de todos, especialmente pra você, Dr. X.

Texto postado pela Elisabete

22 de fevereiro de 2006

Fanfarra



FANFARRA!!!
Eu não me recordo muito como foi que tudo começou....
Mas sei que quando eu estava na 4ª ou 5ª série, eu resolvi tocar "caixinha" na fanfarra da escola, pra desfilar no 7 de setembro....
Quem nos treinava era meu professor de história, chamava-se Rui...bravo ele....cara sempre fechada...tinha o maior respeito dos alunos.
Bom também naquela época não havia estatuto das crianças, dos idosos, etc, etc...
Tínhamos que andar de avental branco (ou guarda pó), com o emblema do grupo escolar fixado no bolso...avental sujo ou sem emblema era motivo de reguada na perna, dada pelo inspetor de alunos....Seu Carlos, enérgico....
Voltando a fanfarra....
Eu tocava caixinha e modéstia a parte EU TOCAVA BEM....atrás de mim, vinham os bumbos e cornetas...éramos numas 12 pessoas só tocando caixinha...o som era maravilhoso quando a fanfarra toda estava num mesmo ritmo...deve de ser como bateria de escola de samba, só que em número bemmmmmmmmm menor. Acredito que a fanfarra toda tinha uma média de 50 pessoas...
Tinha as balizas, meninas que iam na frente dançando coreografias muito da sem graça, comparadas as de hoje, mas elas eram esperadas pra abrir cada escola que passasse...
Lembro-me de em um ano ter usado calça e camiseta brancas, com faixas vermelhas nas laterais das pernas e braços...lembro-me da sensação maravilhosa de bem estar que senti, pois achei a mim e a todos os outros participantes lindos...sei lá, acho que é coisa de criança, mesmo...
Não era um percurso muito grande, mas íamos andando e tocando...fazíamos paradinhas pros instrumentos serem tocados individualmente...
Desfilávamos na Av. Dom Pedro 2º, em frente ao antigo Parque Duque de Caxias, hoje chamado de Parque Celso Daniel, houvesse sol ou chuva...Só quem viveu isso sabe o que é ter essa emoção...
Olha, era uma festa...muitas pessoas assistindo...fotos no jornal...por uma semana, os participantes da fanfarra eram o motivo da conversa no grupo escolar...toquei nela por uns 5 anos...depois mudei de escola e lá também fiquei conhecida, sempre por motivos que envolviam a participação dos alunos nas atividades...
Gosto das recordações dos lugares onde estudei...quando volto na minha escola do ginásio pra votar, nas eleições, encontro meu amigos da época....coração até dispara...

E hoje, especialmente HOJE, eu mando um beijo, um carinho super especial pra VOCÊ, Milton Toshiba...valeu, e olha que ainda não me sinto de alma lavada, mas se eu escrever tudo que me vai na alma vou ofender várias pessoas, e eu e Dr. X não estamos aqui pra isso. Mas VALEU.

E aos meus/nossos blogamigos: beijo no coração, excelente 4ª e tudo de bom.

Postado pela Elisabete

20 de fevereiro de 2006

lançamento

LANÇAMENTO

Aí Galera...novo lançamento PENTIUM V....indicado para as mulheres, que querem navegar na Internet.....(brincadeirinha)

Beijos

dr x

18 de fevereiro de 2006

cumulos

O cúmulo dos cúmulos

O cúmulo da força: dobrar a esquina.

O cúmulo do egoísmo: não vou contar, só eu que sei.

O cúmulo da velocidade no basquete: arremessar na cesta e acertar no Sábado.

O cúmulo do vôlei: dar uma manchete e acertar a Globo.

O cúmulo da moleza: correr sozinho e chegar em segundo.

O cúmulo da revolta: morar sozinho e fugir de casa.

O cúmulo da cor berrante: corneta.

O cúmulo da sorte: ser atropelado por uma ambulância.

O cúmulo da rapidez: ir ao enterro de um parente e ainda encontrá-lo vivo.

17 de fevereiro de 2006

a paixão


A paixão

As pessoas sempre se perguntam como fazer para passar da paixão para o amor... Será que isso é importante? Muita gente considera a paixão como um sentimento menor, passageiro, um estado de estupidez. Ao contrário, a paixão é o estado de maior sabedoria e de saúde do ser humano.
Quando você está apaixonado, não perde tempo com bobagens que tomam energia e tiram a paz sem razão alguma; as preocupações tolas, simplesmente desaparecem...
A paixão deixa as pessoas imunes a seus condicionamentos. Quando você está apaixonado, os olhares críticos perdem a força, e o mau humor dos outros se torna engraçado.
Em época de paixão não existem as palavras ?impossível?, ??é difícil?, ?pode ser?. O que existe é ?vou lutar até conseguir!?. Pessoas apaixonadas, como que por encanto, conseguem descobrir sua força e criar soluções, mesmo nos momentos mais desafiadores.
Quando você está apaixonado, tem a sensação de ser uma outra pessoa. É comum não se identificar com sua imagem ?antiga?. A paixão muda as pessoas; não para algo novo, mas para algo que já havia dentro delas e que, de repente, encontrou um jeito de se libertar...

(texto de Roberto Shinyashiki extraído do livro "Mistérios do Coração")

abraços

dr x

16 de fevereiro de 2006

dinamismo

Dinamismo


A natureza tem sua própria dinâmica para se manter viva; da mesma maneira, nossa alma também precisa de novidades para se manter acesa. O primeiro passo é aceitar novos paradigmas; com isso você vence o sentimento de imobilidade. Abrir o intelecto sem medo e deixar a transformação acontecer com entusiasmo contagiante é se tornar dinâmico. Afinal, se tudo que existe ao seu redor muda constantemente, porque você deve deter o seu processo de crescimento? Pense nisso


dr x

14 de fevereiro de 2006

Veja se consegue entender!


Veja se consegue entender!

Um jovem escreveu a seguinte carta para o militar responsável pela dispensa do serviço militar.

"Prezado Oficial Militar,

Venho por intermédio desta pedir a minha dispensa do serviço militar. A razão para isto é bastante complexa e tentarei explicar em detalhes. Meu pai e eu moramos juntos. Ele é viúvo e eu solteiro. No andar de baixo, moram uma viúva e sua filha. Eu me apaixonei pela viúva e casei com ela. Meu pai se apaixonou pela filha e também se casou com esta. Neste momento, começou a confusão.

A filha da minha esposa, que se casou com o meu pai, é agora a minha madrasta. Ao mesmo tempo, porque eu casei com a mãe, a filha dela também é minha filha (enteada).

Além disso, meu pai se tornou o genro da minha esposa, que por sua vez é sua sogra. A minha esposa ganhou recentemente um filho, que é irmão da minha madrasta. Portanto, a minha madrasta também é a avó do meu filho, além de ser seu irmão.

A jovem esposa do meu pai é minha mãe (madrasta), e o seu filho ficou sendo o meu irmão. Meu filho é então o tio do meu neto, porque o meu filho é irmão de minha filha(enteada).

Eu sou, como marido de sua avó, seu avô .Portanto sou o avô de meu irmão. Mas como o avô do meu irmão também é o meu avô, conclui-se que eu sou o avô de mim mesmo !!!

Portanto, Senhor Oficial, eu peço dispensa do serviço militar baseado no fato de que a lei não permite que avô, pai e filho sirvam ao mesmo tempo. Se o Senhor tiver qualquer dúvida releia o texto várias vezes (ou tente desenhar um gráfico) para constatar que o meu argumento realmente é verdadeiro e correto.

Ass. Avô, pai e filho."

Bem, não sei se sou avô de mim mesmo ou filho ...


dr x

12 de fevereiro de 2006

Era uma vez......

Era uma vez......

Era uma vez uma pessoa chamada João. Certo dia, a mãe dele foi acordá-lo, porque estava atrasado para o colégio. Ela insistiu varias vezes sem sucesso, até que ele começou a chorar dizendo que não queria ir à escola.

João argumentou que os professores não gostavam dele e que os alunos sempre faziam piadas com ele. A mãe afirmou que mesmo assim ele precisava ir ao colégio. E, nervosamente, ele perguntou para ela: ?Mamy, mas por que eu devo ir à escola??.

E a mãe, carinhosamente, respondeu: - ?Por duas razões, filhoco: primeiro porque você tem 35 anos e segundo porque você é o diretor da escola?...

Era uma vez......

Era uma vez......

Era uma vez uma pessoa chamada João. Certo dia, a mãe dele foi acordá-lo, porque estava atrasado para o colégio. Ela insistiu varias vezes sem sucesso, até que ele começou a chorar dizendo que não queria ir à escola.

João argumentou que os professores não gostavam dele e que os alunos sempre faziam piadas com ele. A mãe afirmou que mesmo assim ele precisava ir ao colégio. E, nervosamente, ele perguntou para ela: ?Mamy, mas por que eu devo ir à escola??.

E a mãe, carinhosamente, respondeu: - ?Por duas razões, filhoco: primeiro porque você tem 35 anos e segundo porque você é o diretor da escola?...

10 de fevereiro de 2006

9 de fevereiro de 2006

barbie

Origem do preconceito


Pesquisa publicada no jornal britânico "The Times" revela que "crianças gostam de torturar bonecas Barbie." Não à toa, depois que crescem implicam com as louras.hahahahaha





beijos

dr x

8 de fevereiro de 2006

Stones



STONES

Eu para marido:
- Mô, vão fazer uma passarela pros Roling Stones (?) na praia de Copacabana, diretamente do hotel pro palco.
Marido pra mim:
- Vão sair de cadeiras de rodas???
Eu pra marido:
- Quéquéisso mô, por que essa pergunta???
Marido pra mim:
- Tudo véio, banguelo, cabelo branco, caindo os pedaços, só o pó da rabiola, você queria que eu falesse o que???
Tive que rir porque ele tem razão!!!

Postado pela Elisabete...

6 de fevereiro de 2006

SALVE!GENTE DE BEM.

SALVE!GENTE DE BEM.

Bom dia. Viva bem. Viva tudo.
Viver é aproveitar bem o dia.

Você está pronto para aproveitar o tempo que você tem neste dia?
Ou ainda está perdido em preocupações, ressentimentos, dores e coisas que fizeram parte do ontem.

Se ontem não deu para realizar tudo o que você planejou, hoje você poderá conseguir. Afinal, hoje você tem mais conhecimento acumulado, mais experiência, mais sabedoria para acertar.

Não espere nada acontecer. Antecipe-se aos acontecimentos. Isto é estar preparado. Prepare-se, principalmente, para boas oportunidades que aparecerão neste dia, a qualquer momento.

Invente, desenvolva , estimule. Só não fique parado.
A vida sugere ação.

A partir de agora você começa a realizar os seus sonhos. Se você acredita no seu projeto, recomece com confiança a partir do lugar onde você parou. E se for preciso sair do zero outra vez, e começar um novo projeto, também valerá a pena. Todos os dias surgem novas necessidades e oportunidades. O seu papel é também estar dentro da dinâmica das mudanças que se processam a todo o momento.

Você antecipa o futuro com a visão que você tem agora. Acredite no que você vê .

Esteja aberto para o novo.
E BOM DIA...

5 de fevereiro de 2006

A viagem


"Na vespera da viagem marcada, o motorista esmerou-se em preparar o carro.

Conduziu-o à oficina para reparos diversos.
Levou-o ao posto para que fosse bem lavado.
Exigiu que se fizesse limpeza da faixa branca dos pneus.
Dirigiu-se ao eletrotécnico, para revisao do radio,
garantindo notícias e música durante a viagem.

Buscou pessoal competente para polimento da pintura e dos metais.
Foi ao tapeceiro, adquirindo nova e bela capa para o estofamento.
Finalmente, comprou um adorno para o interior do automovel e aproveitou
a ocasiao para trocar o chaveiro.

No dia seguinte, quando havia percorrido apenas alguns quilômetros, o carro parou por falta de combustível.

Nas devidas proporções, fato semelhante ocorre conosco.
Passamos uma existencia inteira reunindo valores superficiais.

Pontificamos na moda e na elegancia.
Brilhamos nas rodas sociais.
Conquistamos influencia e poder.
Entretanto, somente quando viajamos para a Vida Espiritual,
descobrimos que o mais importante foi esquecido."

(extraído de "Histórias da Vida")


dr x

2 de fevereiro de 2006

Felicidade


Felicidade
Alguns blogamigos já perceberam que eu, Elisabete e Dr. X, não gostamos de falar de nossas vidas particulares, de nossos trabalhos e sabem também que somos amigos virtuais, nunca nos vimos ou falamos pessoalmente/fone.

Porém tenho dentro de mim que duas coisas movem o mundo: a 1ª é o dinheiro e a 2ª é a curiosidade, talvez por isso alguns blogs tenham tantas visitas e coments, pela curiosidade em saber da vida alheia...Não que eu seja contra isso, absolutamente, mas não tenho essa coragem. admiro quem tem...

Acho chato falar do meu trabalho, dos meus clientes, que são 99% elitizados, ricos, até os tubos e vem em minha loja comprar e MENDINGAR alguns centavos de desconto, como se fossem lhes salvar a vida. Muitas vezes não sabem ganhar um não, talvez seja trauma de infância, algum problema com superioridade/inferioridade, mas pediu desconto pra mim, a resposta é rápida, direta e objetiva: N Ã O.

Não gosto de falar do meu marido, pois eu o amo muito e tenho por ele um sentimento de posse muito grande...isso chegou a me atrapalhar, em alguns momentos da vida, mas tenho sabido me controlar. Adoro quando ele se veste muito bem e eu demonstro esse sentimento dizendo: eu tenho ciúmes de você.... ele fica todo cheiooooo...parece que vai flutuar. E se depender de mim, faço tudo pro bem estar dele...

Não gosto de falar de meus vizinhos, pois acho que eles não valem tanto assim...Talvez porque eu trabalhe por todos eles...ou porque eles fazem da vida deles um poço de tristezas, de problemas, de desafetos....e fazem questão de demosntrar isso.

Porém, jamais, em momento algum, desprezo uma amizade, um blogamigo, um e-mail...não sei o dia de amanhã...Não sei se vou estar em São Paulo ou em Manaus....Não sei se vou estar em Paris....Hong Kong....o mundo dá muitas voltas e muitas vezes sofremos agora por que desprezamos alguém/algo antes....não somos superiores ou melhores que ninguém...podemos ter diferenças de posses, vidas, peso, mas desprezo não se dá a ninguém...pode-se ser objetivo: sinto muito, sorry, não acredito que você combine comigo ou com meu jeito de ser/viver....mas desprezar não faça isso...o mundo é pequeno...

E eu tenho dentro de mim, e tenho certeza absoluta que Dr. X também....se eu pedir a Deus, Ele atende....atende por causa do meu coração pra com as pessoas...pode até não atender conforme meu coração desejar, mas dá a resposta....e essa certeza só tem quem tem certeza dos seus próprios sentimento e atitudes com as outras pessoas...

Desejo, nesse momento, que vocês sejam todos, muito abençoados com a presença de Deus, em suas vidas e onde vocês desejarem: na saúde, no trabalho, no comércio, na empresa, na vida afetiva, com os filhos e parentes, na vida financeira...onde seu coração estiver, creia, Deus vai estar também. E vai te responder.

Desculpem o texto grande e Dr. X: força e fé querido. Estou aqui.

Postado pela Elisabete

Reta final






Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final

O texto é simplesmente uma lição para quem precisa recomeçar.

Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver.
Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos - não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos da vida que já se acabaram.

Foi despedido do trabalho? Terminou uma relação? Deixou a casa dos pais? Partiu para viver em outro país? A amizade tão longamente cultivada desapareceu sem explicações?
Você pode passar muito tempo se perguntando por que isso aconteceu.

Pode dizer para si mesmo que não dará mais um passo enquanto não entender as razões que levaram certas coisas, que eram tão importantes e sólidas em sua vida, serem subitamente transformadas em pó.

Mas tal atitude será um desgaste imenso para todos: seus pais, seu marido ou sua esposa, seus amigos, seus filhos, sua irmã, todos estarão encerrando capítulos, virando a folha, seguindo adiante, e todos sofrerão ao ver que você está parado.
Ninguém pode estar ao mesmo tempo no presente e no passado, nem mesmo quando tentamos entender as coisas que acontecem conosco.

O que passou não voltará: não podemos ser eternamente meninos, adolescentes tardios, filhos que se sentem culpados ou rancorosos com os pais, amantes que revivem noite e dia uma ligação com quem já foi embora e não tem a menor intenção de voltar.
As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas realmente possam ir embora.

Por isso é tão importante (por mais doloroso que seja!) destruir recordações, mudar de casa, dar muitas coisas para orfanatos, vender ou doar os livros que tem.
Tudo neste mundo visível é uma manifestação do mundo invisível, do que está acontecendo em nosso coração e o desfazer-se de certas lembranças significa também abrir espaço para que outras tomem o seu lugar.

Deixar ir embora. Soltar. Desprender-se.

Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes ganhamos, e às vezes perdemos.

Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam seu esforço, que descubram seu gênio, que entendam seu amor. Pare de ligar sua televisão emocional e assistir sempre ao mesmo programa, que mostra como você sofreu com determinada perda: isso o estará apenas envenenando, e nada mais.

Não há nada mais perigoso que rompimentos amorosos que não são aceitos, promessas de emprego que não têm data marcada para começar, decisões que sempre são adiadas em nome do "momento ideal".
Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diga a si mesmo que o que passou, jamais voltará.

Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo, sem aquela pessoa - nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade.
Pode parecer óbvio, pode mesmo ser difícil, mas é muito importante.

Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida.

Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira.
Deixe de ser quem era, e se transforme em quem é."

boa tarde

dr x