16 de outubro de 2006

vai ser diferente

Desta vez vai ser diferente!

A experiência dá lições inestimáveis, mas achar que tudo ? especialmente os relacionamentos ? se repete do mesmo jeito pode ser uma armadilha que você prepara e na qual cai sem perceber. Cristalizar sentimentos, mágoas e opiniões não nos leva adiante. O melhor é viver ao ritmo da canção gravada por Lulu Santos: ?Nada do que foi será de novo do jeito que já foi um dia?. Dê essa chance a você!

Há coisas que a gente sabe e pronto! Aprendemos com a vida e ? ainda bem ? a memória traz a experiência de volta. Quem não compreende que a panela tampada faz a água ferver mais rápido vai gastar energia à toa. As ciências naturais encontram garantia nesse tipo de conhecimento, nascido da observação e da repetição do resultado. Agora, e quando falamos de pessoas, de relacionamentos ou de situações que só perdem quando pré-conhecidas e avaliadas? Bem, aí é melhor parar e refletir um pouco.

Agir no piloto automático é a barca mais furada que se pode entrar quando o assunto envolve gente. Quem saiu muito magoado de um namoro, por exemplo, pode até jurar de pés juntos que nunca mais vai se apaixonar. Mas o que ganha com isso? No campo profissional, a pessoa bate com o nariz na porta uma vez e faz disso uma sina ou, então, poda os sonhos e ajusta as expectativas ao tamanho miúdo. Vale a pena?...

O grego Heráclito, já no fim do século 5 a.C., filosofava: um homem não se banha duas vezes no mesmo rio porque nunca é o mesmo homem e nunca o mesmo rio.
De fato, essa é a grande máxima para não encarar determinadas situações como se fossem simplesmente a reprise de um filme. O cenário pode até ser o mesmo, os personagens também, mas está nas mãos de cada um reescrever o roteiro e interpretar de maneira diferente seu papel na trama...

Mas, se a gente faz tudo igual ou avalia o outro sempre com a mesma lente, não há renovação possível. Nessa história também entra o medo ? às vezes bastante justificável, pois, quando houve infidelidade no casamento, por exemplo, e do ?felizes para sempre? sobrou amargura, arriscar outra investida não é fácil a ninguém.

O alento, nesse caso, é saber que fugir do sofrimento faz parte do instinto de preservação... Então, não se trata de jogar toda a experiência pela janela. Recordar e reavaliar pode resultar em saldo positivo... Felizmente, não conseguimos apagar da memória o que já foi vivido. Se nos esquecêssemos de tudo, repetiríamos os mesmos erros o tempo todo.

(...)

A referência pode ser um teste em que não fomos aprovados ou um relacionamento que não deu certo, tanto faz. Ao olhar para trás, é possível identificar preciosas lições na falta de êxito e nela fundamentar alicerces para acertar a rota e fazer tudo de um jeito diferente.
Permita-se errar e aprenda com os erros. Seu ego pode sair um pouco arranhado dessas tentativas, mas crescerá, sem dúvida. Tentar e falhar poderá deixar você desapontado. No entanto, não tentar o deixará derrotado.

A frustração nos dá uma sacudida, nos obriga a quebrar o padrão automático de agir. Errar é um ponto de abertura para mudar atitudes, e essa mudança leva as coisas a acontecer de maneira bem mais favorável.

?Um dos grandes professores da vida é o insucesso?, segundo Hal Urban, escritor, professor americano e autor do livro As Grandes Lições da Vida (ed. Sextante).?Quer dizer, pode ser um guia se nós decidirmos aprender com ele, em vez de nos deixarmos esmagar por ele?, ressalva Urban, que lista lições importantes:

? ?O fracasso nos ensina a corrigir o rumo de nossas ações. Ele nos obriga a olhar o que estamos fazendo e nos dá a oportunidade de tentar outra direção.
? O fracasso nos ensina algo sobre nossa perseverança. Ele nos pergunta se vamos desistir ou continuar tentando.
? O fracasso nos ensina que podemos sobreviver a uma derrota. Não há vergonha em falhar, só é vergonhoso ficar com medo de levantar e tentar de novo?.

(Beth Volpi e Wilson Weigl ? revista Bons Fluídos, set. de 2006)


Boa semana a todos..

beijos

dr x

2 comentários:

Kall disse...

X esse texto foi para mim sabia,as vezes corro e faço tudo que me da vontade mas no campo sentimental tenho uma trava rs,que me deixa paralizada para agir para lutar e ai perco oportunidades lindas de ser feliz so pq um dia uma pessoa brincou e feriu legal meus sentimentos.
Mas acho que aos poucos estou conseguindo mudar isso e estou me dando uma 2º chance afinal o sofrimento tb serve para o crescimento e amadurecimento.
Adorei ler isso viu.
Bjos meu anjo e que a semana seja simplismente linda e encantadora.

Pensando disse...

Há uma frase que diz:
A experiência é uma coisa maravilhosa. Nos permite reconhecer um erro quando ele é cometido novamente. "rs"
Em se tratando de pessoas, não existe padrão. Cada experiência é unica, e o que se busca é o quanto um pode se adaptar ao outro.
Acho que as palavras seriam:
Adaptação e concessão. Quando se começa a gostar de alguém, procuramos nos adaptar, ajustar a esta pessoa, e tentamos ver se ela está fazendo o mesmo. Ou seja, nesse processo, damos e queremos concessões. ninguém poderá ficar imutável. A troca não será justa, e tende a acabar. E de novo tentaremos, em busca do alvo perfeito.
Beijos