1 de dezembro de 2012

ARDEU POR TI







ARDEU POR TI



Posso respirar profundo
E mesmo no escuro eu
Consigo te enchergar
O seu olhar foi que me encantou
Façanha que meu coração
Ardeu por ti
Foi um momento que eu queria
Ver você passar
A deusa do mundo
Como não amar vendo seus olhos
Fixos na minha direção
Eu adorei, por vezes acho que
Você  percebeu
Desejos com partilhados,
Na pele a sede de te beber
Queria ser a pedra, pisada, largada
Esfolada , nua
Eu notei você mais do que devia
Mas nesse encanto desconhecido
Obscuro sem guia eu voei
Tu...Passaro selvagem
Eu...Mera agonia

DCTOR

2 comentários:

Anônimo disse...

nossa,adorei...tu- passaro selvagem e eu...mera agonia...agonia da espera,da saudades e de um amor que ja não cabe no peito...beijosss.Hebe

Josi Barboza disse...
Este comentário foi removido pelo autor.