29 de agosto de 2007

grito de Liberdade



Grito Liberdade

"Liberdade" quando enfim há de vir
É o coração que se agiganta
Que se interroga, que se enlaça
A este sentimento que importam
cantos, que deixam a vida mais
cor de rosa, que sussurra carinho
que se chama amor

Ecoa o amor nas noites belas
onde caem a poeira das estrelas
Um brilho neste presente escuro infinito
Em meio aos desejos que seu olhar espalha
Eu fito seus olhos e imagino
No quanto você me faz bem

Na face, as suplicas do teu sorriso
Sinto não ter palavras para cada verso
Nessas horas julgo um ser errante
Então escuto sussurrar idéias
principalmente a noite que
borbulham sonhos e fantasias
que me trazem você

Até quando esperarei...
sim...pois quando te vejo
viva, cativa, linda e desejada
grito Liberdade, o ciúmes me invade
Pois você é o amor que eu
queria só para mim

beijos

dr x

2 comentários:

Angélica Cruz disse...

Olaa querido espia eu exclui meu orkut ok?? chora nao, vc sabe donde me encontrar ..em meu blog hehehehe..alias saudades de vc ja foi la essa semana ?? .hummmm que delicia esse poema teu. beijokas na boxexa.

nancy moises disse...

Eii dr x primeiro achei o maximo seu nick e sua poesia demais de linda.Na verdade gostei muito de te conhecer viu?
Ofereço a vc o selinho poetico do Lua em Poemas , convido a fazer a inscrição p/ ser destaque em meu blog ..
Ops vem tbem prosear no meu chat em meu blog ..
Um gde abraço...